COMPARTILHAR

Por Henrique Fabretti

Na última quarta-feira, a Bitglass (empresa focada em segurança da informação para soluções de computação em nuvem) publicou um estudo onde analisa os três maiores casos de incidentes de dados pessoais em cada um dos últimos três anos (2016, 2017 e 2018) de empresas de capital aberto.
Os resultados identificados são bem interessantes e mostram os efeitos nefastos que estes incidentes podem causar às companhias:
• As companhias afetadas gastaram uma média de 347 milhões de dólares (cerca de R$1,4 bilhões de reais!) em despesas legais, multas, custos de remediação, entre outros;
• Na média, o valor das ações destas companhias caíram 7,5%, resultando em uma perda média de valor de mercado de 5,4 bilhões de dólares. Enquanto isso, o S&P500 (principal índice da bolsa americana) caiu apenas 0,17% no mesmo período.
• As ações destas empresas demorou, em média, 46 dias para retornar aos valores pré-incidentes, enquanto a Equifax até hoje não se recuperou.
• O Facebook foi a empresa mais impactada em relação ao valor de suas ações, tendo uma perda de mercado após o vazamento de 43 bihões de dólares.

Consulte aqui o relatório completo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe o seu comentário
Por favor, insira o seu nome